Lentinan

CÁPSULAS DE COGUMELO SHITAKE

  • Tradicionalmente utilizado como:
  • Imunoestimulante
  • Anticancerígeno
  • Antiviral

Shiitake (Lentinus edodes) é um cogumelo comestível que cresce espontáneamente nas florestas da China e Japão. As suas características nutricionais, sabor, aroma e as suas propriedades terapêuticas conferem-lhe um importante papel dietético. A composição do cogumelo Shitake revitalizador é variada, mas, digno de nota é seu alto teor de aminoácidos essenciais, vitaminas do grupo B, oligo-elementos, fibras, polissacarídeos (AC2P e lentinano) e eritadenina.

Tradicionalmente aconselha-se o uso de shitake em problemas de colesterol, sistema inmunológico baixo, processos alérgicos, hipertensão, risco cardiovascular, fadiga, dependencias tóxicas:

•Ação Imunoestimulante: o polissacarídeo lentinano é responsável pelo potenciamento da sua atividade imunológica, é conhecida a sua acentuada ação sintetizadora dos diferentes tipos de linfócitos (T, citotóxico,...), bem como o interferão. O efeito do lentinano não é acompanhado por qualquer toxicidade , não é conhecido um modulador inmunológico mais podero so até agora.

•Ação antitumoral: o enfraquecimento do sistema imunitário é uma consequência do processo cancerígeno. O uso de Lentinus edodes como complemento nos tratamentos de quimio e radioterapia é muito comum desde há algum tempo, porque os resultados têm sido positivos.

•Ação antiviral: o polissacarídeo AC2P inibe a proliferação de vários tipos de vírus: gripe, sarampo, parotiditis, rinites, rinofaringite, bronquite,...

•Ação Anticolesterolemia: a eritadenina é uma substância de origem aminoácida que acelera o processo de metabolização do colesterol, estimulando a sua remoção como um produto residual. A ação de eritadenina é reforçada pela ação sinérgica de vitaminas D, B1, B2, B6, B12, niacina.

•Outras ações: É conhecida a ação antifúngica do Lentinus edodes, principalmente sobre aqueles que produzem doenças dérmicas. Lidar com problemas de dependência de tabaco, drogas ou medicamentos, o Lentinus edodes demonstrou conseguir uma desabituação ao mesmo tempo que corrige as sequelas provocadas pelo abuso dessas substâncias.

Ingredientes: 

Lentinus edodes desidratado (80%), espessante (hidroxipropilmetilcelulosa), malto dextrina, anti aglomerante (dióxido de silicio), colorante (óxidos e hidróxidos de ferro). Em cápsula vegetal.

Modo de tomar: 

3 a 4 cápsulas diárias

Apresentação: 

Frasco de 60 cápsulas.